Piso Flutuante

A cada dia que passa, mais e mais coisas são lançadas para materiais de construção e reformas e uma delas é o piso flutuante, chamado assim por não ser colado, nem pregado à superfície aplicada. Para um bom resultado é recomendado procurar a ajuda de um profissional qualificado.

Como aplicar

Como dito anteriormente, o piso flutuante leva este nome por conta da sua instalação não ser feita diretamente no chão. Mas como isso acontece? Primeiramente é preciso que a superfície esteja limpa e alinhada para que o acabamento seja bem feito. Então é instalada uma manta onde será aplicada e as placas de madeira são colocadas por cima. As junções são feitas por encaixe e para auxiliar é aplicada uma cola especifica. Também é preciso deixar um pequeno vão, pois a madeira tende a expandir.

Porque usar

O piso flutuante tem a facilidade na aplicação, e ainda não é preciso ter cuidado com produtos de limpeza (dos tipos vaporizadores), já que a cola aplicada é bem pouca e mesmo que ela se desprenda, a madeira está totalmente encaixada, dificultando assim que o produto seja danificado, além de ser protegido contra umidade e calor.

Além disso, está em alta a utilização de madeira na hora da decoração do ambiente, principalmente pela aparência mais rustica que só a ela oferece. Uma das vantagens do piso flutuante é o seu grau de isolamento acústico, ou seja, para aplicação em apartamentos ele é uma ajuda para o morador da casa e do vizinho logo abaixo.

Além disso é resistente ao calor e umidade. As peças em madeira oferecem conforto e aconchego ao ambiente e este tipo de piso pode ser usado em qualquer casa e em qualquer ambiente. Há opções de madeira pintada ou madeira crua, ficando à escolha do morador.

Cuidados

Não é porque não possui cola que não é preciso ter cuidados. No momento da limpeza deste tipo de material é importante manter os critérios da instaladora, como por exemplo, utilizar produtos especiais para tratamento de madeira. Além disso, se for um piso encerado, é bom sempre estar atento para a necessidade de manutenção previa.

Mais infos no: Mundo dos pisos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *